O Google Analytics 4 veio para ficar. E a mudança é obrigatória caso queira continuar a analisar as suas métricas.

O que é o Google Analytics 4 (GA4)?

O Google Analytics 4 (GA4) foi lançado recentemente e vai substituir a versão atual do Analytics Universal. A grande diferença do GA4 quando comparado com a versão atual é o rastreio de interações sem recorrer a cookies. Desenvolvido para dar resposta à maior rigidez de regras e regulamentos de controlo sobre a recolha e armazenamento de dados, o GA4, alinhado com critérios de privacidade rigorosos, usa o machine learning e a inteligência artificial para que os seus utilizadores descubram novas estatísticas de forma a melhorarem os seus esforços de marketing.

O Google Analytics 4 é uma ferramenta de análise preditiva, em que os principais insights são baseados em probabilidades. Esta nova abordagem, torna o GA4 não apenas uma ferramenta de análise de tráfego, mas de Business Intelligence, ao registar o comportamento do utilizador de forma muito mais fluída.

Como funciona o Google Analytics 4?

Contrariamente do que acontecia com o Google Analytics Universal, que era baseado em visualizações de página (ou seja, cada vez que uma página do website carregava, o Analytics recolhia dados) e muito voltado para websites, o Google Analytics 4 é adaptado para ir ao encontro das tendências atuais de mercado. Ou seja, o GA4 analisa dados em 3 frentes (APP’s, Web e APP + Web). A forma de análise da nova versão do GA é baseada na contagem de eventos. Mas afinal o que são eventos? Eventos são descritos como as interações que o utilizador realiza no seu website ou APP. Por exemplo: clicar num CTA, fazer uma pesquisa, fazer scroll, entre outras ações. Ou seja, todo o tipo de ações que sejam realizadas pelo utilizador e que tenham o evento configurado para a análise são registadas pelo GA4.

O que muda da versão Universal para a versão GA4?

O GA4 é uma ferramenta que pretende facilitar a vida dos seus utilizadores e oferecer impressões mais valiosas para todos os que procuram aumentar as vendas, leads ou audiências dos seus negócios. Assim, as principais diferenças do GA4 para o Analytics Universal são:

1. Modelo de dados mais flexível

Contrariamente do que acontecia com o Google Analytics Universal, em que é usado um modelo baseado em sessões que agrupam as interações dos utilizadores num período de tempo específico, o Google Analytics 4 utiliza um modelo de medição assente em eventos, o que resulta numa recolha de dados muito mais flexível e rápida.

2. Relatórios integrados e simplificados

Enquanto o Google Analytics Universal organiza os dados em inúmeros relatórios pré-definidos, o Google Analytics 4 apresenta relatórios mais simplificados. Ou seja, caso o utilizador deseje um relatório mais detalhado, pode ir para além das configurações já definidas, por defeito, e personalizar configurações de recolha específicas, bastando criar um novo relatório de recolha de eventos.

3. Consolidação de dados de diferentes dispositivos

Um dos maiores benefícios do GA4 é a possibilidade de consolidar os dados do website e dos aplicativos móveis numa única propriedade.

Esta possibilidade permite compreender melhor a jornada de conversão do utilizador, corrigir problemas de atribuição entre dispositivos e ter uma visão mais abrangente da eficácia das campanhas de marketing em todos os dispositivos/plataformas.

Ao reunir, de forma automatizada e na mesma propriedade, as jornadas realizadas pelo mesmo utilizador nos diferentes dispositivos, o GA4 garante que os dados recolhidos são mais fiáveis.

4. Impressões mais relevantes

O Google Analytics 4, através de ferramentas de machine learning fornece recursos de análise preditiva que permitem medir o progresso da conversão. Atualmente o GA4 oferece suporte a três métricas preditivas: probabilidade de compra, probabilidade de rotatividade e previsão de receita.

Dessa forma, é possível criar públicos com base nos seus comportamentos e realizar campanhas de retargeting muito mais eficazes o que resulta, consequentemente, numa melhoria da performance das suas ações de marketing.

5. Métricas otimizadas de forma a garantir um registo mais preciso

Na versão do Google Analytics Universal,  as visualizações de página, o tempo de navegação, os eventos e as conversões eram as métricas mais importantes. Na versão do GA4, todas estas medições passam a ser representadas como eventos. Ou seja, todas as interações do utilizador são medidas separadamente.

Para além disso, o Google Analytics 4 fornece um novo conjunto de métricas de “engagement” para um registo de dados muito mais preciso:

  • Engaged sessions;
  • Engagement rate;
  • Engagement sessions per user;
  • Average engagement time.

6. O rastreio de alguns eventos foi otimizado

Ao contrário do Analytics Universal, o GA4 permite o rastreio automático de determinados tipos de eventos sem qualquer configuração adicional. Para além da visualização de página podem ser, automaticamente, medidos o scroll das páginas do website, os cliques de saída, as pesquisas no website, a interação com os vídeos e o download de ficheiros.

7. Melhor acompanhamento da jornada do utilizador

Com o GA4 é possível medir as interações dos utilizadores em todas as plataformas ou dispositivos. O Analytics 4 permite unir todas as ações realizadas por um utilizador, em dois dispositivos diferentes, durante o seu processo de conversão e criar relatórios muito mais precisos, contrariamente do que acontece com o Analytics Universal.

Essa forma de análise de diferentes plataformas é bastante útil para registar a jornada de cada utilizador de forma completa e, com essa informação, construir funis de venda eficazes. Ao identificar o ponto exato da jornada de compra em que um cliente se encontra, é muito mais fácil definir estratégias adequadas ao seu perfil.

8. Acompanhamento de conversões mais fácil e ilimitado

No Google Analytics 4 é possível marcar facilmente qualquer evento registado como uma conversão, basta apenas uma configuração. Enquanto na versão Google Analytics Universal que possuía um limite de 20 conversões, o GA4 não possui qualquer tipo de restrições a nível de configurações de eventos.

9. Melhor controlo da privacidade do utilizador

O Google Analytics 4 oferece melhores opções de controlo da privacidade dos utilizadores. Na versão GA4 apenas é possível reter dados específicos de um utilizador inativo por apenas 14 meses antes destes serem excluídos automaticamente. Adicionalmente, o uso do machine learning ajuda a preencher lacunas de dados deixadas pela ausência dos tradicionais cookies.

Por que razão é recomendada a rápida instalação do GA4?

Apesar de faltar ainda quase um ano para os dados deixarem de ser coletados no Analytics Universal, implemente o Google Analytics 4 o mais rápido possível porque:

  • A aquisição de dados começa do zero. Caso queira fazer comparações anuais em julho de 2023, terá de ter a sua propriedade GA4 pronta até ao final de junho deste ano.
  • Possíveis vantagens competitivas podem surgir mais cedo.
  • Terá tempo para ganhar experiência na nova plataforma.

Dados importantes a reter:

  • Até 30 de junho de 2023 o Analytics Universal continuará a coletar os dados.
  • Durante os seguintes seis meses ter-se-á acesso aos dados e relatórios antigos nas propriedades do Analytics Universal.
  • No final de 2023 deixará de ser possível aceder à propriedade de Analytics Universal.

Caso queira consultar mais informações sobre a próxima geração do Google, saiba tudo aqui