Marketing de Conteúdo e Keyword Stuffing: os maiores inimigos

Numa época em que o processo de vendas passa obrigatoriamente pela internet, uma vez que todos os produtos e serviços estão disponíveis na internet, pelo menos para consulta online e posterior compra em lojas físicas, também o marketing de conteúdo nunca teve tanta importância.

Para que é utilizado o Marketing de Conteúdo?

O marketing de conteúdo consiste na arte de vender através do conteúdo. Ou seja, tornar um produto ou serviço conhecido através do conteúdo que surge associado a ele pode potenciar significativamente a venda desse produto e/ou serviço. Se formos mais longe, pode ainda ajudar na divulgação da empresa que o comercializa.

O marketing de conteúdo só é válido se for desenvolvido através da criação de conteúdos relevantes, únicos e particularmente interessantes para os potenciais clientes desse produto e/ou serviço. Assim sendo, tal estratégia pode assumir vários formatos, tais como:

  • Artigos de blog;
  • Conteúdo otimizado para website;
  • Copywriting para Redes Sociais;
  • Criação de Newsletters;
  • E-mail Marketing;
  • E-books.

Todos formatos diferentes, mas com o mesmo objetivo – atrair potenciais clientes. Há  que ter em conta que cada um destes formatos funciona para um público específico, com objetivos específicos.

De mãos dadas com a criação de marketing de conteúdo surgem as habituais keywords. Em português, as palavras-chave. Começando pelo início, o que são as palavras-chave no marketing de conteúdo? A keyword designa a palavra ou expressão que define a essência de um tema, negócio, documento ou texto em geral. A keyword é a palavra ou expressão que procuramos otimizar, quer em matéria de SEO, quer numa campanha PPC.

Nesse sentido, ao produzir conteúdo é comum incluir palavras-chave no mesmo para que o nosso conteúdo seja o mais otimizado possível, uma vez que tal tem impacto no posicionamento das nossas páginas nos motores de pesquisa. Quanto mais acima estivermos posicionados, maiores são as chances de visita ao nosso website e maiores são as taxas de posterior conversão.

Keyword-stuffing e a prática black-hat

É comum cair no erro de “encher” o conteúdo com demasiadas palavras-chave, o designado keyword stuffing. Já alguma vez ouviu falar nesta expressão? Ou então em black-hat? Não? Hoje é o dia!

As expressões keyword stuffing e black-hat andam constantemente de mãos dadas. O keyword stuffing consiste no “excesso de palavras-chave” e expressa a prática em que uma palavra-chave é usada demasiadas vezes num texto. Esta prática coloca em causa a qualidade do conteúdo e é por isso que é designada vulgarmente como uma prática black-hat, ou seja, uma má prática no que toca a SEO.

A aplicação de palavras-chave nos títulos, descrição e outros campos de preenchimento associados a páginas web é uma das estratégias mais usadas no que toca a SEO. Contudo, tal deve ser feito da forma mais natural possível para que a qualidade do conteúdo não seja prejudicada. Ou seja, quando uma palavra-chave é repetida de forma excessiva nos conteúdos, é considerado keyword stuffing. Neste caso, os algoritmos do google vão entender que o conteúdo não tem como objetivo passar alguma informação relevante para o público, mas sim, cumprir apenas a estratégia SEO.

Assim sendo, quando o conteúdo possui muitas repetições da mesma palavra-chave é considerado um texto sem qualidade e passa a ser considerado como uma prática black-hat. Dessa forma, o google identifica a prática de keyword stuffing e aplica uma penalidade, que envolve a perda de posições no posicionamento nos resultados dos motores de pesquisa.

Para concluir, é importante referir que existem inúmeras dicas para evitar esta prática. Deixamos-lhe aqui uma regra simples que pode ajudá-lo no desenvolvimento de uma estratégia de Marketing de Conteúdo sem cair no erro de praticar keyword stuffing.

Então, se o seu texto possuir 300 caracteres e três repetições da keyword respetiva ao conteúdo dessa página, então a densidade é de 1%. É importante que tal densidade não ultrapasse os 3%.

Ainda restam dúvidas sobre como evitar esta prática black-hat? Não hesite! Fale já connosco – info@oseubackoffice.com | +351 289 150 167 | +351 927 637 001